Sumida, mas viva – E sobre ética.

Hoje no instagram eu publiquei sobre um email que recebi fazendo uma propaganda de um fundo com retorno INACREDITÁVEL…e era.

Eu sempre fui contra este tipo de marketing, informação, divulgação…

A chamada era para um fundo que rendeu 700% do CDI no mês, ceraca de 4%, UAU…mas não falava que isso foi em um único mês, atípico, raro, único…

Olhando o histórico vi que era uma pegadinha, afinal, só quem teve a sorte de acertar de investir no dia “x” teve esse retorno…para qualquer outro dia investido o retorno estava abaixo ( e às vezes muito abaixo) do CDI inclusive ( era melhor ter deixado o dinheiro na poupança ouso dizer…)

Eu prefiria ter a sorte de ganhar na mega sena…

Mas porque as empresas fazem este tipo de propaganda? Bem chamariz…bem engana trouxa…num mundo onde só tem trouxas!

Desculpem-me a honestidade caros leitores…mas num mundo (atual) onde as pessoas preferem ouvir gurus, coachs (tem uns que prometem até reprogramação do DNA, OI?!), pessoas que não tem experiência, estudo, conhecimento…dá nisso.

Criou-se uma legião de fãs de pessoas não capacitadas , ou qualificadas…

Eu não entendo…se você está doente não vai ao médico? Ou acha que lendo meia duzia de artigos na internet vai ter todo o conhecimento necessário para tratar sua dor?

Ah…mas é que saúde…

Ok, então você mesmo constrói a laje da sua casa e num temporal desbada…e a culpa é de quem? Cade o engenheiro / arquito que calculou? Hummm…sei…

Você tem um problema na justiça, quer emagrecer, quer fazer uma propaganda para influenciar pessoas…

O seu trabalho,todo o conhecimento que você tem; poderia ser substituído por algumas horas de pesquisa e estudo?

Eu tento pensar que nem todas pessoas tem acesso a um profissional qualificado, como é o caso da saúde (médico é caro, público é demorado) então a maior parte da população que não tem acesso acaba recorrendo à auto-medicação…ou a auto-escolha-de-investimento.

Realmente um assessor, gerente de banco (não todos) não vai atender um cliente com pouco $ para investir. Acaba sendo desprezado e tem que se virar, pesquisando, seja onde for, as alternativas de investimentos.

Ressalto que o que falo não é lei, existem várias situações…pessoas com pouco dinheiro e muito esclarescidas, pessoas com muito dinheiro e pouco esclarescidas…. pessoas com pouco dinheiro e poucoo esclarescidas, pessoas com muito dinheiro e muito esclarescidas….

Acho que sim, devemos estudar…mas manter a humildade de saber que sempre perecisamos de opinião de profissionais da área.

A internet trouxe muita informação, mas pouco senso crítico e analítico.

That´s all folks.

xoxo

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *